‘OS ILUSTRES’ CELEBRAM O DIA DA MÃE

May 28, 2019

Como todos os anos, no colégio ‘Os Ilustres’, o Dia da Mãe é sempre uma data para ser celebrada a preceito. Na sala do pré-escolar houve atividades entre mães e filhos. Já nas salas da creche foi feito um presente pelas crianças, com a ajuda das educadoras e auxiliares, para oferta às mães. Actividades que demonstram o quanto gostam de suas progenitoras e agradecer todo o seu empenho e dedicação.
 

A data é de homenagem a todas as mães e serve para reforçar e demonstrar o amor dos filhos pelas suas mães.
 

Sobre o Dia da Mãe

Em Portugal, o Dia da Mãe começou por ser comemorado a 8 de dezembro. A data foi alterada para o primeiro domingo de maio na década de 1970. Pelos quatro cantos do mundo, comemora-se o Dia da Mãe, mas a data varia consoante o país.
 

Durante muito tempo, em Portugal, a data comemorava-se a 8 de dezembro, dia da Imaculada Conceição, e ainda hoje há quem prefira celebrar nessa data.
 

Não é certo em que ano terá acontecido a mudança para este mês, mas "deve ter sido nos anos 70 ou 80", conta José Ribeiro da Cruz, do secretariado nacional do Apostolado dos Leigos e da Família, em entrevista à Renascença.
 

A história começa a contar-se na década de 1950, quando a Mocidade Portuguesa Feminina decidiu instituir o Dia da Mãe em Portugal, fixando-o a 8 de dezembro.
 

O aproveitamento comercial da data conduziria, porém, a um pedido especial dos bispos. “Ainda antes de 1974, a Conferência Episcopal Portuguesa pediu à Mocidade Portuguesa Feminina que o Dia da Mãe fosse deslocado para data diferente, a fim de permitir que o 8 de dezembro ficasse exclusivamente ligado a Nossa Senhora, padroeira de Portugal”, partilha Ribeiro da Cruz, citando uma nota da Comissão Episcopal da Família, datada de março de 2000.
 

O pedido foi aceite e o Dia da Mãe foi, num primeiro momento, marcado para o último domingo de maio, uma vez que, na tradição católica, maio é o mês de Maria, mãe de Jesus. Mas essa não seria a última mudança.
 

Na mesma nota, pode ler-se a razão de segunda troca de data. “Como no último domingo de maio ocorrem com frequência a solenidade de Pentecostes ou a da Ascenção, foi pedido que o Dia da Mãe se fixasse no primeiro domingo de Maio, no qual, pelo calendário litúrgico, não ocorre nenhuma festa de especial importância. E assim permaneceu até hoje”, remata o representante do Secretariado Nacional do Apostolado dos Leigos e da Família.
 

A comemoração do Dia da Mãe varia muito em todo o mundo, repartida por vários meses do ano.
 

A origem remonta à antiguidade clássica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, mãe dos deuses. Já os romanos, no início de março, homenageavam durante três dias Cibele, a mãe de todos os deuses.
 

Os Estados Unidos da América foram o primeiro país a oficializar o Dia da Mãe, no início do século XX. A iniciativa partiu de Annie Jarvis, que entrou em depressão depois de perder a sua mãe na Guerra Civil. Annie achou que a sua e todas as outras mães americanas mereciam uma homenagem e iniciou uma campanha para cimentar a data.
 

Em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson tornava o dia oficial. Atualmente, os americanos comemoram o Dia da Mãe no segundo domingo do mês de Maio.

Please reload

Featured Posts

DIA MUNDIAL DO ANIMAL: OS BICHOS VIERAM À ESCOLA

October 28, 2019

1/8
Please reload

Recent Posts

October 28, 2019

September 26, 2019

Please reload

Archive